28 agosto 2015

{Resenha} Eleanor e Park - Rainbow Rowell


Sinopse: "Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo."



Título: Eleanor e Park
Autor: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: Literatura estrangeira
Páginas: 328
Ano: 2014



Eleanor é uma menina simples de cabelos cacheados, ruivos e desgrenhados.  O livro começa com sua volta para morar com a mãe, os irmãos e o padrasto. Richie, seu padrasto que está sempre bêbado, tenta de tudo pra fazer a vida da menina um inferno. Ela e seus outros 4 irmãos sofrem nas suas mãos com a mãe submissa e sem poder defendê-los. Seu pai com outros filhos e outro casamento não liga para ela. Até que ela no primeiro dia de aula se viu zoada por todo mundo pelo seu cabelo, peso acima da média e roupas masculinas. No ônibus ninguém quer dar espaço a ela até que acha um e se senta do lado de um menino no ônibus, coreano pelo que parecia. Magro com os cabelos negros e lisos caindo nos olhos. Esse é Park. 

O menino estava sempre lendo gibis e ela sempre acompanhava pelo canto do olho ate ser notada. A partir dai Park sempre deixava gibis em sua cadeira para que ela pudesse pegar emprestado. Tudo aquilo era novo para a menina. Isso segue até ele decidir puxar assunto e acabam se tornando verdadeiros amigos. Ele era carinhoso e atencioso com Eleanor, mas ela pensava se um dia ele chegaria a gostar de uma menina que prende o sutiã com alfinetes, que se veste como um homem ou que é tão complicada que começa a chorar sem aparentar motivo. Ela estava errada. Park a amava. Amava seus mistérios e todas suas pequenas coisas. 

A história corre bem até o garoto descobrir do bullying que ela sofria por ser diferente. O sentimento de defendê-la cresce em seu coração enquanto Steve, um de seus antigos amigos, começa um coral no ônibus dizendo "Ruivona" . Acabam os dois brigando e sendo suspensos, mas isso tudo pelo menos teve um lado bom. Ele a chamou de namorada. Não demorou para os pais de Park conhecerem Eleanor, apesar da dificuldade da mãe de aceitá-la por suas roupas, a menina acaba sendo bem-vinda e passa as tardes lá tentando fugir da sua realidade em casa. O pai do menino conhecia seu padrasto, sabia totalmente o que a menina passava diariamente, apesar de que ela nunca chegou a contar tudo a Park. Pelo menos, ainda não. Mas, isso não durou muito tempo. Namorar escondido da família seria difícil, mas mesmo assim arriscaram. Porém, quando seu padrasto descobre de suas mentiras o que ele será capaz de fazer? E Park, como eles iram ficar? 


"Não existem príncipes encantados, pensou ela. Não existem finais felizes. Ela olhou para Park. Dentro dos olhos verdes dele. Você salvou minha vida, ela tentou dizer. Não para sempre, não definitivamente. Provavelmente, só por certo tempo. Mas salvou minha vida, e agora eu sou sua. O que sou agora é seu. Para sempre."


Eleanor e Park se passa em 1986, é um romance conflitante onde Rowell nos deixa cada vez mais curiosos ao passar das páginas. Amor jovem e sem experiência cheio de dificuldades e barreiras realmente me atrai, então eu simplesmente amei esse livro. Não tão detalhista como Sparks, mas bem resolvido como John o livro tem uma história perfeita que pode ficar feliz e angustiante ao mesmo tempo. A história é narrada pelo ponto de vista dos dois personagens principais. Incrivelmente diferentes e apaixonados, o autor deixa criticas implícitas sobre os problemas sociais como o bullying que Eleanor sofre, a violência domestica praticada pelo seu padrasto, a pobreza vinda de sua familia. 

A estranheza de Eleanor atrai Park e o seu jeito calmo de ser a atrai. Ela acha no menino o seu conforto em meio a sua familia e a tantos problemas. Eu sempre soube que ler Eleanor e Park seria triste, mas o final é realmente intrigante, como se um outro livro pudesse ser lançado como continuação, mas abolindo ao mesmo tempo essa ideia. Mas se tem uma coisa que tenho certeza é que é impossível ler e não amar.

5 comentários:

  1. Eleanor & Park ♥ Um amor de adolescente tão puro! Me apaixonei por essa historia! Só o finalzinho que ficou um pouquinho vago, mas a historia é maravilhosa!

    ResponderExcluir
  2. Olá, amei seu blog, parabéns.
    gente eu criei um blog tem duas semanas, e só tenho 11 seguidores, me ajudem por favor.
    nayarasurdine.blogspot.com.br
    FANPAGE: https://www.facebook.com/pages/Nayara-Surdini/1481219082188270

    ResponderExcluir
  3. Q fofo amei
    www.dicasdadacy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. ola adorei seu blog, estou te seguindo me segue de volta, horasnoespelho.com bjos

    ResponderExcluir